Preços do novo Tracker partem de R$ 79.990

HECTOR VIEIRA
Da Motorpress, em São Paulo (SP)
22/11/2016 10:30
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017
CHEVROLET TRACKER LTZ I 2017

A Chevrolet está com a pré-venda do novo Tracker, lançando durante o Salão do Automóvel, no ar em seu site público. O modelo deve chegar às lojas ainda este mês e os preços partem de R$ 79.990 e vão até R$ 92.990.

Visual do novo Tracker ficou mais moderno em relação ao anterior

Como você viu em nossa cobertura do salão, o Tracker 2017 apareceu com um facelift de meia vida que o deixou com o novo padrão visual da marca, abandonando a grade bipartida do modelo anterior. Como você pode observar nas comparações que ilustram esta matéria, o SUV da Chevrolet está com um aspecto mais moderno em lugar o "jeitão" de jipinho do modelo anterior (reforçado pelas linhas mais quadradas dos faróis e maior peça de plástico cinza no parachoque traseiro). 

Parachoque com mais "lataria" é toque urbano do novo Tracker

Internamente, as mudanças também são bastante notáveis. O painel foi redesenhado e agora ostenta um acabamento em black piano de aparência mais sofisticada em relação ao anterior, mas com os mesmos materiais: plástico rígido e detalhe de couro, como mostra a foto abaixo. Apesar da melhora visual, o painel perdeu dois porta-objetos (um acima do porta-luvas e outro ao centro painel, acima da tela multimídia), o que prejudica um pouco a funcionalidade do SUV. 

Interior do SUV está mais sofisticado com acabamento black piano

Com esta nova abordagem, a Chevrolet quer reforçar o espírito urbano do Tracker, o que motivou até a questionável campanha de marketing em torno do carro, cujo mote é "retomar a cidade que é sua por direito", como você já deve ter se deparado por aí nas redes sociais. Polêmicas à parte, a questão é que o SUV deverá desempenhar um papel mais relevante no portfólio da marca, que pretende alcançar uma média de 1.500 emplacamentos por mês. Este volume o faria disputar o quinto ou até um possível quarto lugar entre os utilitários esportivos mais vendidos (atualmente, ele ocupa a nona posição no ranking, com 7.465 unidades vendidas até outubro, segundo a federação das concessionárias).

O grande trunfo do novo Tracker é o motor. Apesar de não termos testado o carro ainda, a expectativa é que o motor 1.4 turbo flex de 153 cv e 24,5 kgfm de torque entregue um desempenho animador, trabalhando sempre com a transmissão automática de seis marchas. Considerando seu peso de 1.372 kg (na versão LT), a relação entre peso e potência é de razoáveis 8,9 kg/cv.

Motor 1.4 turbo flex é principal novidade do novo Tracker

De acordo com a Chevrolet, o Tracker está dois segundos mais rápido na aceleração de 0 a 100 km/h, o que é um bom sinal. Os números também devem ser aprimorados em retomadas, o que significa mais conforto e segurança em ultrapassagens em estradas, por exemplo.

Outras atrações da linha 2017 do Tracker são os novos equipamentos incorporados à sua gama. As versões LTZ I e II agora contam com assinatura de LED para uso diurno, alerta de ponto cego, direção elétrica e a central multimídia MyLink 2, compatível com espelhamento de smartphones via Apple Car Play e Android Auto. O recurso OnStar também está disponível no modelo, desde a versão LT, com a novidade do diagnóstico remoto do carro, uma função que lê a injeção eletrônica do veículo para identificar alguma irregularidade no motor, transmissão, airbag e ABS. 

Central multimídia MyLink 2 vem de série em todas as versões

Sente-se falta apenas do controle de estabilidade, indisponível em qualquer versão. A Chevrolet alega que a ausência do recurso de segurança contribuiu para manter o preço do Tracker mais competitivo (praticamente os mesmos da linha passada). O ESC está presente em todos os principais concorrentes diretos dele e isso pode pesar contra o Tracker. 

Veja os preços e principais equipamentos da linha 2017 do Tracker:

Tracker LT - R$ 79.990 - Principais equipamentos: faróis e lanternas de neblina, luz de condução diurna, rodas aro 16'', preparação isofix, trio elétrico, ar-condicionado, direção elétrica, coluna de direção com regulagem de altura e profundidade, piloto automático, partida por botão, sistema start-stop, central multimídia MyLink 2 e OnStar.

Tracker LTZ I - R$ 89.990 - Principais equipamentos: luz de condução diurna de LED, lanternas de LED, alerta de ponto cego, rodas aro 18'', câmera de ré, descansa-braço para o motorista, descansa-braço traseiro com dois porta-copos, retrovisores externos com aquecimento, sensor de estacionamento traseiro, volante com revestimento "premium", bancos de couro, banco do motorista com regulagem lombar elétrica.

Tracker LTZ II - R$ 92.990 - Principais equipamentos: seis airbags.