Veja 5 atributos em que o WR-V se difere do Fit

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
13/02/2017 10:00

Quando a Honda mostrou pela primeira vez o inédito WR-V durante o último Salão do Automóvel de São Paulo, no ano passado, diversas mídias especializadas torceram o nariz para tratá-lo como um carro realmente novo -- e não uma mera versão aventureira, com um pouco mais de personalidade, do Fit. A frente mais alta e robusta parecia não ser o suficiente para convencer os especialistas do jornalismo automotivo.

A Honda, em alguma medida, contribuiu para alimentar essa desconfiança, uma vez que muito pouco foi revelado do carro em sua apresentação oficial. Declarações genéricas como "suspensão diferente", "outra proposta", etc., eram dadas aos jornalistas. 

Contudo, após o primeiro workshop promovido pela marca para apresentar as características técnicas do WR-V ficou claro que, de fato, estamos falando de um carro diferente do Fit (e não só no visual). Para facilitar a compreensão, decidimos listar exatamente quais sãos atributos que o novo SUV compacto compartilha com o monovolume Fit e quais são aqueles exclusivos do aventureiro. Veja a lista abaixo: 

  • EM COMUM:

- Portas
Na prática, toda a estrutura da carroceria é do Fit. No entanto, poucas partes visíveis são exatamente iguais às do monovolume. Além das quatro portas, vidros e teto se repetem no aventureiro e no Fit.

Laterais do WR-V são idênticas às do Fit

- Painel
Todo o painel frontal é igual ao do Fit. As peças plásticas são bem montadas, mas a carência de equipamentos continua no WR-V. Não foi dessa vez que a Honda incluiu em seus compactos partida por botão, ESC e ar-condicionado digital, já presentes no Fit europeu.

Painel também é o mesmo do monovolume

- Motor
O trem de força é exatamente igual à da terceira geração do Fit. O conjunto é formado por um 1.5 de até 116 cv.

- Câmbio
A caixa automática do tipo CVT não só é igual à do Fit como inclui as opções "Sport" e "Low" na manopla do câmbio (que também é igual). A Honda não revelou, no entanto, se irá oferecer uma versão manual do WR-V.

Todo o interior do SUV é igual ao do Fit

- Estrutura e disposição dos bancos
Apesar da forração exclusiva despistar, o WR-V adota o mesmo conjunto de estofamentos do Fit. E isso é ótimo para quem busca versatilidade, já que o prático sistema ULT, de rebatimento de assento e encosto, é de série no WR-V

  • DIFERENTE

- Dianteira
Para-lamas frontais, capô, grade do radiador, faróis e para-choque são exclusivos no WR-V. A diferença é tão grande que até a altura do capô ficou maior - no WR-V, é possível ver a peça a partir do ponto de vista do motorista, algo quase impossível no Fit.

Frente é a parte que mais distingue os dois modelos

- Suspensão
Na primeira apresentação do carro à imprensa, em Sumaré, SP, a Honda fez questão de destacar a profunda engenharia feita na suspensão do WR-V. Apesar de manter a arquitetura do Fit, o SUV adota peças novas, redimensionadas para lidar com a maior altura livre do solo. Isso se reflete no aumento das bitolas, distância do assoalho ao chão e entre-eixos.

Suspensão e altura do solo são outros quesitos diferentes entre os dois

- Assistência de direção
Tanto Fit quanto WR-V usam um motor elétrico para reduzir o peso da direção. O sistema do SUV, porém, é diferente e veio do HR-V. A troca do mecanismo, segundo a Honda, se deu para aumentar a conexão do motorista com o carro.

- Tampa do porta-malas
Ainda que compartilhe parte da estrutura básica, a tampa tem um desenho exclusivo. A mudança posterior, porém, exigiu que a Honda do Brasil adotasse refletores horizontais na tampa (inexistentes no Fit), mudasse a posição do porta-placa e colocasse apliques plásticos onde normalmente ficaria a parte superior da lanterna do Fit.

Apesar da estrutura igual, acabamento do bagageiro é diferente no WR-V

- Desempenho
A Honda não divulgou valores, mas é inevitável que o WR-V tenha um peso maior do que o Fit. Soma-se a isso uma carroceria mais alta e larga, e a perda de desempenho é bastante provável. Segundo a marca, o SUV passou por modificações para entregar vigor semelhante ao do Fit. Os valores exatos, porém, só saberemos no próximo mês, quando o modelo será avaliado na pista de testes.