Novo Toyota Corolla pode chegar a quase R$ 115 mil

WILSON TOUME
com RODRIGO RIBEIRO
16/03/2017 17:38

Após muitos flagras e especulações, a Toyota finalmente revelou à imprensa o novo Corolla 2018. Como era esperado, o modelo adotou a mesma reestilização da versão europeia e, finalmente, passou a trazer controle de estabilidade. O equipamento, oferecido por toda a concorrência, será item de série em todas as versões do Corolla. O sedã chega às lojas amanhã (17) com preços que vão de R$ 69.690 até R$ 114.990.

Versão XRS tem faróis em LED e saias exclusivas
O catálogo do modelo é similar ao da versão anterior, com pequenas mudanças. A versão GLi continua a ser a única com motor 1.8, e também com opção de câmbio manual. O câmbio CVT não teve alterações e segue como única alternativa para as versões 2.0. Já a versão Dynamic sai de cena e é substituída pela XRS.

Versão XEi é a primeira a oferecer DRL no catálogo
A denominação já havia sido utilizada em outras gerações do Corolla, e tem proposta esportiva, mas apenas no ponto de vista estético. A Altis continua a ser a opção topo de linha do modelo. Dessa forma, a linha 2018 do Corolla ficou da seguinte maneira:

Toyota Corolla 1.8 GLi : R$ 69.690
Toyota Corolla 1.8 GLi Aut.: R$ 69.990
Toyota Corolla 1.8 GLi Aut. Upper: R$ 90.990
Toyota Corolla 2.0 XEi: R$ 99.990
Toyota Corolla 2.0 XRS: R$ 108.990
Toyota Corolla 2.0 Altis: R$ 114.990

Lanternas ganharam novo arranjo nas luzes, agora em LEDs
Além do ESC, que inclui assistente de partida em rampa, o Corolla também ganhou sete airbags em todas as versões. Os principais itens de série de cada versão são:

Toyota Corolla 1.8 GLi: direção assistida, ar-condicionado manual, chave tipo canivete, trio elétrico, rádio com reprodução de MP3 e conexão Bluetooth, computador de bordo e alarme
Toyota Corolla 1.8 GLi Aut.: todos os itens da versão GLi, mais câmbio automático CVT
Toyota Corolla 2.0 XEi: todos os itens da versão GLi Automática, mais ar-condicionado digital de uma zona, chave presencial com partida por botão, controlador de velocidade de cruzeiro, faróis halógenos com DRL de LED com sensor crepuscular, sistema multimídia com tela sensível ao toque, navegador por GPS, TV digital e câmera de ré, rodas de liga-leve de 17", faróis de neblina e quadro de instrumentos exclusivo
Toyota Corolla 2.0 XRS: todos os itens da versão XEi, mais faróis de LED, aerofólio traseiro com terceira luz de freio elevada, saias laterais, frontal e traseira, ponteira do escapamento cromada e rodas diamantadas em preto brilhante
Toyota Corolla 2.0 Altis: todos os itens da versão XEi, mais faróis de LED, ar-condicionado digital de duas zonas, sensor de chuva, banco do motorista com ajustes elétricos, retrovisores rebatíveis eletricamente e rodas diamantadas na cor cinza.

Quadro de instrumentos, sistema de som e de ar-condicionado foram redesenhados
Segundo a Toyota, a direção com assistência elétrica e o sistema de suspensão foram recalibrados no Corolla 2018. Os motores 1.8 e 2.0, no entanto, não passaram por alterações e continuam a gerar 144 cv e 154 cv, respectivamente. O consumo das versões automáticas não teve mudança, e o Corolla continua a ser classificado com a nota A na categoria e B no geral pelo programa de etiquetagem do Inmetro/Conpet.

DRL em LEDs são exclusivas das versões 2.0
Durante a apresentação do carro à imprensa, Steve St. Angelo, presidente da Toyota para a América Latina, afirmou que a empresa ouviu as críticas referentes à ausência do ESC no Corolla. O modelo, no entanto, continua a não oferecer alguns itens simples, como sensor de estacionamento (ausente até no Altis) e sensor de chuva - este presente apenas na versão topo de linha. Da mesma forma, a central multimídia não espelha celulares.
Ar-condicionado digital de duas zonas é exclusividade do Altis
Sistemas auxiliares de condução, como alerta de tráfego cruzado, aviso de veículo no ponto cego ou frenagem autônoma de emergência seguem ausentes no Corolla nacional, apesar de serem oferecidos pela concorrência. O aumento de preço também chama a atenção: só na versão Altis, a alta foi de R$ 4.000. Com o reajuste, o mais caro dos Corollas se aproximou mais do Honda Civic Touring, dotado de motor 1.5 turbo.

Quadro de instrumentos com LCD colorido é exclusivo das versões 2.0
A Revista CARRO vai acelerar o modelo e mostra todos os detalhes de como anda o novo Toyota Corolla na edição de abril, em breve nas bancas!