Honda pode trazer Civic de luxo ao Brasil este ano

ISABEL REIS
Da Motorpress, em Detroit (EUA)
12/01/2016 15:10
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016
HONDA CIVIC 2016

Nem bem chegou ao mercado norte-americano, o novo Honda Civic já foi eleito o Carro do Ano aqui nos Estados Unidos. Nas lojas desde novembro do ano passado, o sedã já é o terceiro carro mais vendido do país, atrás de Honda Accord, em segundo, e Toyota Camry, em terceiro. O sucesso da décima geração do Civic pode ligar o alerta para o arquirrival Toyota Corolla, no Brasil, que vai ganhar um oponente mais potente e tecnológico a partir do segundo semestre deste ano.

A versão exposta com destaque no estande da Honda no Salão de Detroit é a top de linha Touring. Esta é a primeira vez que o Civic recebe o "trato" do braço mais luxuoso e refinado da companhia japonesa, a Acura (tal privilégio se restringia apenas ao Accord). Embora não haja confirmação, a configuração mais exclusiva do sedã deve ir, sim, ao Brasil e, quando chegar, certamente colocará o Civic em outro patamar de sofisticação, acabamento e tecnologia. 

Para se ter uma ideia, o Civic Touring traz consigo controle de cruzeiro adaptativo (isto é, que regula a distância do veículo da frente), alerta de mudança de faixa, bancos aquecíveis e faróis full LED. Todos estes equipamentos seriam inéditos no segmento dos sedãs médios (exceto os modelos premium, claro) no Brasil. Como a Honda trabalha para alcançar um público mais jovem e antenado em interatividade, a versão também ofecere painel que faz alusão a uma espécie de tablet, com uma tela digital TFT centralizada para desempenhar as funções do computador de bordo e navegação. 

Honda Civic Touring poderá vir ao Brasil para brigar com modelos premium

A má notícia é que com este nível de equipamentos a ambição da Honda não será somente roubar a liderança do Corolla no segmento dos sedãs médios. Ao que tudo indica, considerando as cifras acima dos R$ 100 mil que a Toyota pede pela versão Altis, top de linha, do Corolla, o Civic deve atingir a casa dos R$ 110 mil na versão Touring, mirando incomodar modelos premium compactos, como o Audi A3 Sedan.

A gama do novo Civic que irá para o Brasil terá dois tipos de motores: o novo 1.5 turbo com 174 cv de potência (que equiparia a versão Touring) e o 2.0 aspirado tradicional com 155 cv (o aspirado de entrada mais potente já instalado sob o capô do Civic). O bloco turbo será apenas gasolina, inicialmente, enquanto o 2.0 permanecerá flex. Ambos estarão no Salão do Automóvel de São Paulo, no último trimestre do ano, já com produção nacional.

A novidade fica por conta do câmbio, que pela primeira vez será do tipo continuamente variável (CVT) na linha do Civic.

John Mendel, vice-presidente da Honda na América do Norte, comentou que "o Civic se tornou um carro bem mais esportivo, no desenho e na performance, apesar de estar ainda mais econômico". 

Versão será equipada com motor 1.5 turbo

Entre outros pontos destacados pela Honda está o maior espaço interno para os ocupantes. Mesmo com o declínio bastante acentuado da coluna C na traseira, atribuindo uma silhueta mais "cupê" ao sedã, o passageiro de trás não corre o risco de bater a cabeça no teto. O porta-malas, um tanto criticado pelos consumidores do Civic anterior, agora ganhou mais espaço para bagagens. E os ajustes na direção elétrica darão ainda mais precisão e prazer ao dirigir, segundo a marca.

Vamos aguardar, portanto, que a Honda leve também a sofisticada versão Touring ao Brasil, que irá complementar a sua linha de luxo, hoje apenas com o Honda Accord V6.

Viagem a convite da Ford do Brasil