Coadjuvante, Peugeot 408 segue os passos do hatch

WILSON TOUME
Da Redação, em São Paulo (SP)
17/12/2015 21:01
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX
PEUGEOT 408 GRIFFE THP FLEX

Para um sedã médio disputar o segmento no Brasil sem ostentar emblema das marcas japonesas, a tarefa é bastante árdua. Ciente disso, a Peugeot aposta em um perfil diferenciado para tentar conquistar clientes e ampliar a sua participação no mercado.

Assim o seu representante na categoria, o 408, acaba de passar por uma reestilização que o deixou com visual mais atual, lista de equipamentos de série atraente e melhor desempenho, garantido pelo motor 1.6 THP Flex, com 173 cv na versão Griffe, a mais sofisticada da gama (a versão Allure conta com um 2.0 de 151 cv).

Visualmente, as novidades que chamam a atenção estão na dianteira, que traz grade, parachoque e conjunto óptico (que inclui luzes diurnas de LED) totalmente novos. Já nas laterais e na traseira, as alterações são mais discretas. Mesmo assim, o conjunto agrada e chega a atrair olhares por onde passa.

Facelift deixou o 408 com a mesma cara do 308

Na parte interna, a principal (e benvinda) mudança está no centro do painel. No lugar do antigo rádio de aparência simplória, agora está uma central multimídia moderna, com tela tátil de 7”, memória interna com 16 GB e comando satélite junto ao volante. Ar-condicionado automático de duas zonas, sensores crepuscular e de chuva, seis airbags (frontais, laterais e de cortina), controlador de cruzeiro e computador de bordo são alguns dos itens de série em todos os 408.

A versão Griffe traz, adicionalmente, teto solar, revestimento em couro, câmera de ré e sensor de manobras dianteiro. Como se pode ver, o modelo traz ótima oferta de equipamentos. O motor 1.6 turbo garante desempenho muito bom ao modelo, que consegue arrancar de 0 a 100 km/h em apenas 8s9. Em compensação, o consumo não empolga: 8,1 km/l de média.

Teste completo na CARRO #266
Custando a partir de R$ 75.990 na versão Allure (a Griffe custa R$ 86.990), o Peugeot 408 é um três-volumes muito interessante para quem deseja bom espaço interno, porta-malas amplo (526 litros) e comportamento dinâmico mais "nervoso" que o da maioria dos rivais.

É bom deixar claro, porém, que o renovado 408 ainda tem aspectos que merecem ser mais bem trabalhados pela fabricante. A suspensão é o melhor exemplo: embora tenha sido ajustada para garantir mais conforto, continua excessivamente dura. Mas, no geral, o carro agrada.

Versões Relacionadas