Chinês mais vendido, Lifan X60 será automático

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
27/01/2016 11:48

A Lifan começou sua nova fase no Brasil há quase dois anos, depois do fiasco com o hatch 320 e o sedã 520, e já tem o carro chinês mais vendido no país, o SUV X60. Para 2016, o grande passo da montadora será trazer a versão automática do X60, que usará câmbio CVT (continuamente variável) e chega no segundo semestre (a data precisa ainda não foi definida).

O X60 é o carro chinês mais vendido no Brasil

O anuncio foi feito na terça-feira (26) durante um encontro de executivos com alguns jornalistas. A Lifan aproveitou para divulgar alguns números do ano passado e outros planos para 2016. "A nossa expectativa é de aumentar em 20% as vendas do X60 com a chegada do câmbio CVT. Acredito que venderemos 50% com câmbio manual e 50% CVT", disse Jair Leite, diretor de vendas da chinesa.

O X60 manual custa R$ 61.990, e com o pacote VIP vai a R$ 65.990. Especulações apontam um preço de R$ 75 mil para o CVT. Hoje, a Lifan vende apenas mais um carro de passeio no Brasil, o 530 (hatch e sedã compactos), a partir de R$ 41.990. Já o caminhão pequeno Foison custa R$ 36.790.

A Lifan também estuda trazer ao Brasil o X50, um SUV um pouco menor que o X60 e que já foi mostrado no Salão de São Paulo de 2014. A homologação para rodar no Brasil já está resolvida, mas faltam questões burocráticas. Já o sedã grande 820, proposta de luxo da marca, ainda está distante do mercado nacional. 

Por enquanto, X60 só tem câmbio manual; o CVT pode ir a R$ 75 mil

No ano passado, a Lifan vendeu 5.007 carros e comerciais leves, ficando em terceiro lugar no ranking das chinesas (a Chery liderou com cerca de 5.300, e a JAC ficou em segundo, com 5.017 carros). A montadora se diz satisfeita com este volume de vendas, pois perdeu 6,4% ante 2014, enquanto no geral o mercado recuou mais de 25% de recuo. Para este ano, a meta é ficar pelo menos acima de 5.000 emplacamentos.