Após venda, Opel seguirá independente

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
17/03/2017 10:34

Depois de comprar a Opel e a Vauxhall, marcas que eram da GM, por US$ 2,3 bilhões, o grupo PSA divulgou que manterá as duas empresas separadas, com sua própria adminstração, enquanto as marcas que já pertenciam ao grupo francês seguem seu planejamento sem alterações.

O Astra é um dos modelos vendidos pela Opel na Europa

Com isso, Karl-Thomas Neumann, CEO da Opel, continuará com seus planos atuais de avançar no desenvolvimento de novos veículos elétricos. Um relatório divulgado pela imprensa internacional afirmava que a Opel se tornaria uma marca apenas de elétricos no futuro, mas Karl não confirmou esta informação, apenas disse que no futuro a gama de veículos da marca terá mais elétricos.

Além disso, a Opel segue com o desenvolvimento de um novo SUV, que será o novo topo de linha, como parte de uma ofensiva que envolve o lançamento de sete novos modelos. O CEO também comentou a ida da marca para a China: "O mercado chinês já não é a cura para ajudar a resolver os problemas em todos os outros mercados". Karl ainda comentou que o foco principal é tornar a Opel uma marca mais rentável na Europa.