Teste: Ford EcoSport 4WD

23/10/2013 08:30

Ford EcoSport 4WD Freestyle 2.0

Este, sim, é o Ford EcoSport para quem deseja aventuras mais ousadas. Disponível somente com o pacote de acabamento FreeStyle, a opção com tração integral do modelo está nas lojas por R$ 68.990, valor que pode subir para R$ 72.990 quando equipado com bancos de couro e airbags laterais e de cortina presentes na opção FreeStyle Plus. 

De fábrica o EcoSport 4WD traz uma extensa lista de equipamentos de série, já característica da marca. Nela, estão incluídos airbag duplo, freios com ABS, direção com assistência elétrica, ar-condicionado, trio elétrico, sistema de mídia SYNC e rodas de liga leve aro 16’’. A relação se completa com o pacote AdvanceTrac, que traz controle eletrônico de estabilidade e tração e o assistente de partida em aclive.

Mas o grande trunfo do modelo é o Controle Inteligente de Torque (ITCC), sistema que distribui eletronicamente a tração das rodas aos dois eixos do veículo. Para tanto, ele dispõe de sensores que diagnosticam ininterruptamente o comportamento do carro (em uma frequência de 60 vezes por segundo, de acordo com a Ford), para que a dinâmica do tracionamento seja compatível com as condições do percurso.

Em outras palavras, significa dizer que, embora esteja sempre disponível por meio do controle eletrônico de torque, a tração 4x4 só é utilizada em condições adversas de aderência. Em situações normais de uso urbano, por exemplo, não há diferença perceptível no desempenho do EcoSport 4x4 para o 4x2, já que o sistema não envia força para o eixo traseiro.

Ford EcoSport 4WD Freestyle 2.0
Contudo, sobre pisos escorregadios, o ITCC “interpreta” a exigência de um tracionamento mais firme. Ou seja, distribui a tração para as quatro rodas, de acordo com a necessidade do momento. Curiosamente, mesmo dispondo de um sistema eletrônico eficiente, ainda assim esse EcoSport traz um botão com a inscrição “4WD” no console central, em frente à manopla do câmbio. Ao acionar o botão, o símbolo que caracteriza a tração 4x4 acende-se no quadro de instrumentos.

Segundo Fábio Okano, gerente de engenharia da Ford, o sistema ITCC está sempre ligado, não sendo preciso apertar o botão para funcionar. Contudo, ele afirma que “em situações de deslizamento, o sistema transfere uma porcentagem maior para o eixo traseiro do que quando o botão não está acionado”.

Ao acionar o botão 4WD no console, a luz que indica a tração 4x4 acende-se

O paradoxo é atenuado quando se compreende que o EcoSport 4WD não é um modelo “genuinamente” 4x4. Por isso, o controle inteligente de torque exerce uma função extra de segurança, conferindo mais aderência em situações de risco (como ao se deparar com espelhos d’água em estradas) do que propriamente aventureiras. É inegável, todavia, que enfrentar trechos acidentados de terra e lama torna-se uma tarefa mais fácil a bordo do 4WD. Apesar de não ser gritante, é notável a diferença de superação de obstáculos, principalmente com a tecla 4WD acionada. O que faltou foi um motor mais adequado para condições severas.

Ford EcoSport 4WD Freestyle 2.0

O Duratec 2.0 16V Flex, de 147 cv e 19,7 mkgf de torque, não demonstrou muito vigor em baixas rotações. Para superar esse revés, a engenharia da fabricante encurtou em 16% a primeira marcha. As cinco restantes também foram encurtadas, com o objetivo de aumentar o torque fornecido pelo motor, o qual, embora a Ford anuncie que recebeu nota A na classificação do Conpet/Inmetro em economia de combustível, foi mal em nossas medições. Com etanol, ele percorreu 5,2 km/l na cidade; bem abaixo dos 6,2 km/l anunciados pela fabricante.

As 6 marchas do câmbio foram encurtadas, para proporcionar mais força

 

Ford EcoSport 4WD Freestyle

Média final: 7,2

A versão 4WD do EcoSport  vai mexer com quem deseja adquirir o SUV. Mas é preciso frisar que a tração 4x4 deve ser considerada um recurso de segurança, para situações de risco. Colocá-lo à prova em terrenos severos pode frustrar o condutor pelo desempenho apenas  comedido do veículo. - Héctor Vieira

Nossas medições

Aceleração 0-100 km/h: 10s7 
Retomada 60-120 km/h em 4ª: 16s2
Frenagem 80 a 0 km/h (m): 26,9
Consumo cidade (km/l): 5,2 
Consumo estrada (km/l): 10,1
Ruído a 120 km/h em 6ª (dB): 66,4

Dados da fabricante

Motor flex, 4 cilindros , dianteiro, transversal; Cilindrada 1.999 cm3; Potência 147 cv a 6.250 rpm; Torque 19,7 mkgf a 4.500 rpm; Câmbio manual, 6 marchas; Tração 4x4; Comprimento 4,24 m; Largura 2,05 m; Altura 1,70 m; Entre-eixos 2,52 m; Porta-malas 362 l; Peso 1.404 kg.

  • Link

15 comentário(s)

Todos os campos são de preenchimento obrigatório
Postar comentário
  • Pedro Carlos24/11/2013

    Consumo cidade (km/l): 5,2 Consumo estrada (km/l): 10,1 Tá de brincadeira! Mecânica do tempo das cavernas. rsrsrs

  • MAU MELLO31/10/2013

    sO FALTARAM OS TRADICIONAIS rapozildos, PARA DIZEREM QUE E MELHOR COMPRAR UM VEICULO IMPORTADO COM 2 ANOS DE utilização...TEVE UM M eitido aESPERTO QUE DISSE MELHOR COMPRAR UM ttTR4 pelo mesmo preço , SONAO DISSE ONDE VAI COMPRAR UM tTR4 AUTOMATICIO << por>>> R$68.900 << < preço do 4WD. kkkkk

  • claudio26/10/2013

    concordo com o colega , tinha que sair com o motor de 178 cv . . claudio

  • Marcos24/10/2013

    Muito caro, com esse preço compro uma s10 cabine dupla, tenho a mesma função da ecosport além de ter uma caçamba que caiba infinitamente mais coisas na traseira.

  • dimaffei23/10/2013

    ALÉM DE NÃO TER PORTA MALAS, SEU PREÇO É UM ABSURDO.

  • Humberto23/10/2013

    Pagar 70 mil por este lixo? Ford EDGE 150 mil esta gente tá é louca ! Prefiro ficar com meu Hilux, um excelente carro, Já minha esposa prefere santa fé e não troca por nada.

  • Jonas23/10/2013

    Um excelente carro. Pena este estepe pendurado na traseira. Coisa ultrapassada. A Ford poderia abandoner isto .

  • Rudi23/10/2013

    Deixaram feio esse silencioso aparecendo todo.

  • Márcio23/10/2013

    O problema não é ter dinheiro para comprar um veiculo desse, mas R$ 70 mil reais neste carrinho eu acho exagero, sinceramente me ajuda ai oh?

  • luis23/10/2013

    Ridículo... por esse preço e não tem cambio automático.....

  • LISANDRO CALIR BIACCHI ADAMES23/10/2013

    Adoro FORD, tanto que tenho um carro desta marca mas, por este preço, é melhor comprar um Mitsubishi Pajero TR4 automático, que além de ser mais completo, é um autêntico OFF ROAD.

  • Mário César23/10/2013

    Câmbio manual? Tô fora...

  • Juan23/10/2013

    Ao menos tivessem "investido" no motor do novo Focus de 178cv e 22,5 kgfm de torque, seria um excelente atrativo... Esses 147cv aí provavelmente ficaram meia boca pra puxar estes 1.400kg!

  • Alex23/10/2013

    Se entendi bem, esse suposto sistema "inteligente" que divide a tração nas 4 rodas apenas por demanda nada mais é que o (já arcaico) sistema HALDEX usado por várias outras marcas... e que inclusive esse sistema HALDEX já está na quinta geração onde se traciona as 4 rodas permanentemente... é isso pr

  • alfredo23/10/2013

    Carro moderno e bonito, a única coisa que não gosto é o estepe na tampa do porta-malas, deveriam utilizar aquele formato de estepe mais fino (como na maioria dos carros importados) e acopla-lo no assoalho do porta-malas, nem que oferecessem essa configuração como opcional.

Carregar mais comentarios