Multiplicação da eficiência

Motorpress
Da Redação, em São Paulo (SP)
17/10/2013 09:00

BWM X1 SDRIVE 20i

Por fora, ele e o antecessor são quase iguais. Mas bastam 10s para você perceber as diferenças. Enquanto o antigo, nesse intervalo, atingia 97 km/h partindo da imobilidade, o novo já está a 120 km/h! Uma segunda olhada vai denunciar a nova grade, os para-choques e os faróis dianteiros renovados, além das rodas com desenho mais bonito no modelo 2013, mas a boa nova está mesmo sob o capô.

BWM X1 SDRIVE 20i

No modelo 2012, a versão de entrada do X1 deixava a desejar em termos de desempenho, levando-se em conta tratar-se de um BMW — com motor 2.0 16V de 150 cv. Agora, há diversão de sobra, graças ao 2.0 turbo de 184 cv e nada menos que 27,5 mkgf entre 1.250 rpm e 4.000 rpm, tempo suficiente para você ganhar (muita) velocidade.

8 marchas: o novo câmbio é responsável por respostas ligeiras ao acelerar e pelo bom nível do consumo do X1

O câmbio é outro destaque do conjunto. Enquanto no antecessor você mordia os lábios de raiva devido à caixa de 6 marchas, agora pode comemorar a multiplicação da eficiência que só uma caixa de 8 marchas oferece. Além do desempenho, o consumo é de arrancar aplausos, com uma média de quase 11 km/litro entre cidade e estrada.

O 2.0 16V ganhou turbocompressor de última geração e agora chega a 184 cv

Por falar em eficiência, este X1 é oferecido sem a tração integral xDrive, mas, mesmo assim, o motorista não é privado de uma condução refinada e muito menos no que se refere à segurança, graças ao eficiente controle de estabilidade (DSC), de tração (DTC), ao assistente de partidas em aclive e ao controle dinâmico dos freios com função de secagem dos discos.

O espaço interno é apenas razoável, em se tratando de um crossover

Quanto ao acabamento, nem é preciso comentar. Ou você duvida que um BMW, exale boas impressões com couro de primeira qualidade e painel com detalhes de aço escovado? O preço sem opcionais — como a direção Servotronic e o BMW Traffic Assist, por exemplo — é de R$ 142.950 com navegador, preço que sobe para R$ 148.950 caso você queira também o teto solar. A BMW não tem valores fixos de revisão, e a  troca de peças é indicada eletronicamente pelo carro de acordo com a utilização do motorista.

Média final: 8,1

O X1 melhorou na maneira como “diverte” o motorista e, mesmo sem a tração integral, seus controles dinâmicos dão conta do recado. Para quem quer um veículo premium com espaço interno razoável, não há melhor opção na faixa de R$ 140.000. - João Anacleto

Seu Bolso

Preço: R$ 142.950
Desvalorização (1 ano): 12,8% 
Garantia: 2 anos 
Financiamento (a.m): 1,6% 
parcela (50% de entrada + saldo em 36x): R$ 2.611 
IPVA: R$ 5.599 
Seguro: R$ 5.350 
Versão básica: R$ 142.950

Nossas medições

Aceleração 0-100 km/h: 7s7 
Retomada 60-120 km/h em Drive: 8s6
Frenagem 80 a 0 km/h (m): 24,1
Consumo cidade (km/l): 8,3 
Consumo estrada (km/l): 14,0
Ruído a 120 km/h em Drive (dB): 64,5

Dados da fabricante

Motor 4 cil., diant., longitudinal, gasolina; Cilindrada 1 997 cm3; Potência 184 cv entre 5 000 e 6 250 rpm; Torque 27,5 mkgf entre 1 250 e 4 000 rpm; Câmbio automático, 8 marchas; Tração Traseira; Comprimento 4,47 m; Largura 1,79 m; Altura 1,54 m; Entre-eixos 2,76 m; Porta -malas: 420 l; Peso 1 585 kg.

 

Versões Relacionadas