Etios automático é opção racional para conforto

WILSON TOUME
Da Motorpress, em São Paulo (SP)
02/08/2016 09:10

Assim como é difícil encontrar alguém que não aprecie o comportamento dinâmico do Toyota Etios, também é raro achar um consumidor que considere o compacto da marca japonesa um primor de design, por mais subjetiva que essa análise seja.

A dianteira segue igual

Lançado no Brasil há quatro anos, o Etios já se tornou comum em ruas e rodovias brasileiras, e, embora não seja um campeão de vendas (até o ano passado, de acordo com a Toyota, o modelo somou 61.000 unidades comercializadas, nas versões hatch e sedã), ele é o mais vendido da fabricante no mercado nacional.

Câmbio automático é a grande novidade da versão

A renovação do modelo não trouxe a desejada reestilização (como você conferiu em nossa edição de maio), mas, em compensação, o Etios passou a contar com motores mais modernos (com as mesmas cilindradas que os anteriores) e novos câmbios produzidos no Brasil – exceto o automático, que segue importado. Assim, avaliamos agora a versão X 1.3, que é a opção com caixa automática mais acessível à venda no país. 

Assim como a dianteira, o visual da traseira não mudou

Destinado principalmente a quem busca um automóvel urbano confortável, o Etios X (configuração disponível apenas para o hatch com motor 1.3) automático traz um bom pacote de equipamentos de série, que inclui direção com assistência elétrica, travas, vidros e retrovisores com acionamento elétrico e ar-condicionado. Em compensação, rodas de liga leve e sistema de áudio não são oferecidos nem como opcionais.

A dirigibilidade segue exemplar, com destaque para a agilidade do modelo, assim como o seu comportamento em curvas e o silêncio a bordo. Na pista de testes, o Etios X precisou de 12s79 para arrancar de 0 a 100 km/h, um bom resultado para um modelo de sua categoria.

O interior do Etios abusa do plástico, mas tem bom acabamento

Mas, se proporciona conforto, o câmbio automático prejudica o consumo. Em nosso teste, o modelo registrou média de 9,2 km/l de etanol. Inferior, portanto, aos 10,9 km/l da versão antiga, com caixa manual. Como a capacidade do tanque de combustível do Etios é de 45 litros, a sua autonomia é de razoáveis 414 km.

Para quem procura um compacto para rodar preferencialmente na cidade, capaz de oferecer conforto e bom espaço, sem custar muito, o Etios X automático é uma boa alternativa. Afinal, se no visual ele ainda é um patinho feio, o comportamento já é o de um belo cisne.

Nossas medições
 

Aceleração em segundos

0-40 km/h (m) 3,19 (18,77)
0-60 km/h (m) 5,62 (54,76)
0-80 km/h (m) 8,64 (113,5)
0-100 km/h (m) 12,79 (218,85)
0-120 km/h (m) 19,05 (410,65)
0-140 km/h (m) 26,31 (673,28)
0-160 km/h (m) não atingida
0-180 km/h (m) não atingida
0-200 km/h (m) não atingida
0-400 m (km/h) 18,73 (118,96)
0-1000 m (km/h) 34,28 (152,12)
Retomada
40-100 km/h em Drive 11,41
60-120 km/h em Drive 14,81
80-120 km/h em Drive 12,47

 

Versões Relacionadas