O licenciamento do seu automóvel deve ser feito anualmente e autoriza o veículo a circular em todo o território nacional. A taxa cobrada serve para cobrir os custos da emissão da documentação. Não há uma regra definida e cada estado pode exigir um valor diferenciado. Mas o valor médio é de R$ 50. Após pagar a taxa, o proprietário recebe o CLRV, documento de porte obrigatório para o condutor do veículo.

Para fazer o licenciamento, é preciso pagar IPVA, seguro obrigatório e multas vinculadas ao carro. Em São Paulo, por exemplo, deve-se realizar a inspeção veicular ambiental. Basta ir a um banco credenciado ao Detran levando todos os comprovantes de pagamento, RG do proprietário do veículo, CRLV do ano anterior e informar o número do Renavan. O banco informará o valor da taxa a ser recolhida e as eventuais pendências. Em alguns dias o documento será entregue em casa.

O prazo para o licenciamento é estipulado de acordo com o final da placa e muda para cada estado. Para saber quando é o seu, consulte o site do Detran. Mas você também pode optar por pagar antecipadamente, junto com o IPVA, seja qual for o mês determinado pela sua placa.

Se você não pagar até o prazo determinado, não receberá o documento referente ao ano vigente. Caso não providencie o licenciamento no prazo, você poderá fazê-lo a qualquer momento indo ao Detran, Poupatempo ou pela internet. O valor cobrado é o mesmo. No entanto, durante o período que você rodar com o veículo sem licenciamento, estará passível de multa e apreensão.

Se o motorista com um veículo não licenciado for pego, tomará uma multa gravíssima (R$ 191,54) e sete pontos na CNH. O veículo será recolhido e o proprietário provavelmente terá de pagar a taxa do guincho.